Image by Dakota Corbin

ACOLHIMENTO E TRANSFORMAÇÃO

PARA MÃES

por @tai.gross

QUEM SOU EU

Sempre gostei muito de estudar e quando engravidei não foi diferente. Li todos os livros possíveis do universo materno, mas foi na prática do meu maternar que entendi o que de fato significava ser mãe. Com o passar do tempo fui percebendo minhas "limitações" e o quanto eu precisaria olhar para a minha própria criança interior para educar de uma forma mais efetiva e amorosa. A partir disso decidi mergulhar na Disciplina Positiva e me tornei educadora parental certificada pela Positive Discipline Association dos EUA. Sou especialista e mestre em Branding, especialista e mediadora em uso de Telas por crianças e adolescentes, co-fundadora e podcaster no Podcast Mãe Mulher, bolsista de iniciação científica na Universidade Univates, acadêmica em Psicologia e voluntária na Associação Marinês, de Lajeado/RS. Mas de todos os papeis que desempenho o que mais me orgulho é o de mãe da Heloísa e da Lavínia, minhas grandes professoras.

MAS O QUE É DISCIPLINA POSITIVA?

É permitir que a criança faça tudo do jeito que ela quiser? É mimar? NÃO.

A PDA Brasil define Disciplina Positiva como "um programa baseado no trabalho de Alfred Adler e Rudolf Dreikurs que tem como objetivo encorajar crianças e adolescentes, casais e colaboradores das empresas a tornarem-se responsáveis, respeitosos, resilientes e com recursos para solucionarem problemas por toda a vida. [...] baseia-se no conceito de que disciplina pode ser ensinada com firmeza e gentileza ao mesmo tempo, sem punição, castigo ou recompensa. Esta filosofia apresenta o caminho do meio entre o autoritarismo e a permissividade."

Tai-8.JPG
Man Carrying criança nos braços

O que eu aprendo com a DP?

Através da Disciplina Positiva e da busca pela

Educação Respeitosa será possível:

  - Compreender as necessidades

por trás dos comportamentos das crianças;

- Desenvolver o autocontrole e o autoconhecimento;

- Ressignificar padrões comportamentais;

- Ensinar às crianças habilidades de vida como cooperação, autorregulação e empatia; 

- Lidar com as situações desafiadoras da educação dos filhos;

- Tornar-se mais amoroso e consciente;

A EDUCAÇÃO E O RESPEITO COMEÇAM COM OS PAIS

Para criarmos filhos emocionalmente saudáveis é preciso

mergulharmos fundo em nós mesmos.

"Minha preocupação reside em encontrar recursos para amar as crianças. Sabendo que, para amá-las antes precisamos reconhecer o que aconteceu conosco quando fomos crianças. Se não abordarmos nossa realidade afetiva, nossas deficiências, nossas necessidades não satisfeitas e nossos medos, não poderemos dar prioridade às necessidades genuínas do outro. Parece uma proposta simples, mas não é. Porque todos os adultos são - em maior ou menor proporção - crianças machucada. Se reconhecemos isso, reagimos automaticamente, queimados pela dor. Somos culpados? Não.
Somos responsáveis? Sim." - Laura Gutman

Próximas mentorias

  • Grupo de apoio para pais - Evoluindo na Paternidade
    17 de mai. 19:00 – 07 de jun. 20:00
    Evento on-line
    Este é um grupo de apoio para pais que almejam o protagonismo paterno e que compreendem sua importância no papel da educação dos filhos.
    Compartilhar

DEPOIMENTOS DE QUEM JÁ PARTICIPOU

Diana Cardoso - aluna da 1ª turma

Fernanda Grün - aluna da 1ª turma

Virginia Alves - aluna da 1ª turma

WhatsApp%20Image%202020-09-20%20at%2017.50_edited.jpg
WhatsApp Image 2020-09-20 at 17.50.54 (1
WhatsApp Image 2020-09-20 at 23.21.22.jp

CONTATO

Obrigado pelo envio!